terça-feira, 9 de setembro de 2014

Com uma “Volta Ao Mundo” Desfile 7 de Setembro Reúne Milhares de Pessoas em Xinguara

O tradicional Desfile Cívico de sete de Setembro,  levou às ruas e avenidas de Xinguara uma multidão que foi prestigiar o ato cívico. Ao todoquinzeescolas do município participaram do evento que este ano teve como tema “Uma Volta Ao Mundo”. O prefeito, Osvaldinho Assunção, o presidente da Câmara Municipal, Dito do Cinema, vereadorese secretários municipais assistiram as apresentações em um palco montado na Praça Vitória Régia.
No pelotão de frente desfilou a Escola Municipal Betel, a escola apresentoua cultura indiana, com sua riqueza e mistérios. Trazendo também os monumentos históricos como o Taj Mahal, Flor de Lotus e Estátua de Xivas.“Os alunos se dedicaram para apresentar o melhor, superamos nosso desafio e conseguimos trazer para as ruas um pouco dessa cultura que é uma das mais antigas do mundo” disse Esli Oliveira, diretora da escola.
A Banda Marcial da Escola MunicipalJair Ribeiro Campos esteve à frente do primeiro pelotão, o desfile contou ainda com a participação das fanfarras dos alunos do Mais Educação, Igreja Adventista do Sétimo Dia: Clube dos Desbravadores, da Casa da Cultura e da Escola Municipal Pe. João Luiz Purguy.
As escolas municipais Ciranda Cirandinha, Dom Luiz de Palha e José Antão apresentaram as fantasias e o fantástico mundo das crianças com direito a uma viagem encantada à Disney.  As culturas japonesa, americana, italiana, africana e a brasileira foram lembradas. 
Os alunos da Escola Raimundo Henrique de Miranda mostraramas riquezas da região nordestina, com os seus ritmos, literatura, esporte assim como seus políticos que se destacam no cenário nacional.As sete maravilhas do mundo foram apresentadas pela escola Henrique Francisco Ramos, o7 de Setembro em Xinguara teve ainda solidariedade, a ONG Direito de Viver, que abraça a luta no combate ao câncer, desfilou com a Escola Municipal Jader Barbalho.
“Todas as escolas estão de parabéns, é gratificante acompanhar a dedicação e o compromisso de todos com o atocívico, o resultado não poderia ser outro senão o sucesso, o desfile desse domingo foi um dos maiores e mais bem organizados de Xinguara” disse Vilmones da Silva, secretário e educação.

O público presente também aprovou as apresentações, seu Elizeu chegou cedinho à Praça Vitória Régia para ter um lugar privilegiado para assistir a passagem das escolas. “Trouxe meus filhos e a esposa e estamos achando tudo muito bonito e bem organizado. Todos os anos participamos, mas percebemos que esse ano há uma maior participação das escolas, nos presenteando com uma bela apresentação” disse o comerciante.
Zonas Rurais
A data também foi lembrada pelas escolas municipais das zonas rurais, o Distrito São Francisco pela primeira vez realizou o desfile de 7 de setembro em homenagem à Independência do Brasil, o evento aconteceu na tarde da quarta-feira (3), Na sexta-feira (5), foi a vez dos alunos da Escola Municipal São José, localizada no Distrito São José ir às ruas demonstrar o amor à pátria; no sábado os alunos da Escola Municipal Padre João Luiz Purguy, realizaram o desfile cívico no Distrito Rio Vermelho. Mayrla Lima/Ascom



sexta-feira, 27 de junho de 2014

Vírus da pólio é encontrado em esgoto de Viracopos, São Paulo diz OMS
Amostra coletada em março é similar à de vírus recentemente isolada de um caso na Guiné Equatorial
O vírus da poliomielite, doença erradicada no Brasil há 25 anos, foi encontrado em uma amostra de esgoto em Campinas, no interior do Estado de São Paulo, segundo informe divulgado nesta segunda-feira, 23, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), agência das Nações Unidas.
Embora o vírus tenha sido encontrado em solo brasileiro, não foi registrado até o momento nenhum caso da doença em humanos no País e o risco de transmissão é muito baixo, de acordo com a entidade.
O vírus da pólio foi identificado em amostras coletadas no último mês de março no esgoto do Aeroporto Internacional de Viracopos. Segundo a OMS, ele é similar a um micro-organismo recentemente isolado de um caso de poliomielite na Guiné Equatorial, na África Ocidental, um dos países que ainda registram casos da doença.
O Ministério da Saúde descartou a possibilidade de disseminação de poliomielite e classificou o episódio como um “achado eventual”.
O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, disse que foi o governo brasileiro que notificou a OMS sobre o vírus, encontrado durante um exame de rotina realizado pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb). Ele reforçou que o vírus é semelhante ao encontrado na Guiné Equatorial e que provavelmente veio de lá.
“A Cetesb repetiu os mesmos exames em abril e todas as amostras foram negativas, até mesmo as de Viracopos, o que confirma que se tratou de algo eventual, provavelmente de um viajante, não sabemos se um passageiro ou tripulante”, disse o secretário.
A análise rotineira de amostras de esgoto faz parte da estratégia das autoridades sanitárias brasileiras para prevenir a disseminação do vírus.
No Estado de São Paulo, a Cetesb é responsável por esse monitoramento, que é realizado em dez pontos, entre eles os três principais aeroportos de São Paulo (Viracopos, Cumbica e Congonhas), os terminais rodoviários do Tietê e da Barra Funda, ambos na capital paulista, e em um estaleiro do Porto de Santos. As análises são realizadas desde 1999.
Em seu informe, a OMS afirmou que “o vírus só foi detectado no esgoto” e, até o momento, “nenhum caso de paralisia por pólio foi registrado”. 
Barbosa destaca que, além de o caso ter sido eventual, a cobertura por vacina no País contra a doença é de cerca de 99%. A última campanha nacional de imunização contra a doença no Brasil foi realizada há um ano, e a cobertura no Estado de São Paulo superou 95%, segundo a OMS. Para a organização, “a elevada imunidade parece ter evitado a transmissão”.
Risco. A agência da ONU disse que o risco de o vírus da poliomielite encontrado no Brasil se espalhar internacionalmente é “muito baixo”. Na Guiné Equatorial, porém, o risco é “alto”, de acordo com a entidade.
A Secretaria Estadual da Saúde informou que foi notificada sobre o achado da Cetesb, mas que ele não altera em nada a condição de erradicação que a doença tem no Estado de São Paulo e em todo o País.
Doença. A poliomielite ataca o sistema nervoso e pode causar paralisia irreversível em questão de horas. Não há cura para a doença, que pode ser evitada com vacinação.
A pólio é considerada erradicada do Brasil desde 1989 e o continente americano foi declarado livre da doença em 1991, de acordo com a OMS, que mantém uma campanha mundial para erradicar a ocorrência de novos casos.
Embora tenha sido eliminada em muitos países, a poliomielite foi tema de uma Declaração de Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional no mês passado. 
Na ocasião, a entidade colocou em alerta dez países com risco potencial de exportação do vírus: Afeganistão, Camarões, Etiópia, Guiné Equatorial, Iraque, Israel, Nigéria, Paquistão, Síria e Somália.
Segundo a OMS, até o dia 11 de junho, foram registrados 94 casos de pólio no mundo. / FABIANA CAMBRICOLI COM REUTERS


segunda-feira, 16 de junho de 2014

Dilma terá cenário favorável durante a campanha
Antonio Lassance - Carta Capital 

É bom olhar além das pesquisas de opinião para dar um passo à frente na análise de conjuntura e perceber seus impactos na futura campanha eleitoral. O vento está virando a favor de Dilma.

Em termos políticos e econômicos, com todos os percalços, Dilma tem um cenário que caminha do estável para o positivo.

Como já se imaginava, PMDB e PDT oficializaram apoio à sua reeleição. PSD, PP, PTB, PROS e outros estão a caminho de fazer o mesmo, sem surpresas.
 

As resistências que a presidenta ainda encontra nesses partidos têm muito a ver com as disputas pelos governos estaduais. Mas, como em 2006 e 2010, é preciso olhar não só os candidatos a governador, mas a relação direta que o Planalto tem com prefeitos, inclusive os da oposição.

Mesmo a subida momentânea de Aécio nas pesquisas, maior e antes do esperado, contribui  para configurar o cenário ideal para Dilma, na medida em que o PSDB se firma como o adversário principal e ideal para servir de saco de pancadas.
 

Dilma ainda depende, politicamente, de uma Copa do Mundo que transcorra com normalidade - torcida não só dela, mas da grande maioria da população.
 

Mesmo assim, os maiores riscos na Copa se concentram, sem sombra de dúvida, em São Paulo, com foco em um assunto do Governo do Estado - a campanha salarial dos metroviários.
 

Outro problema, a CPI da Petrobrás, tornou-se tão saturado que a própria oposição deixou de ir à sessão para ouvir o acusado que diziam ser o "homem bomba" do caso.

A possibilidade de segundo turno é ainda real, mas continua no fio da navalha. O desgaste de todos os políticos é um freio de mão puxado para os oposicionistas que, nos setores descontentes do eleitorado, são tidos mais como veneno do que como remédio para a política nacional.

Em termos econômicos, a inflação, alta no primeiro semestre, como no ano passado, tende a iniciar uma tendência de queda e reversão de expectativas negativas.

Além da melhora no preço dos alimentos, um fator crucial entrou em campo: o preço da energia está despencando. O nível dos reservatórios tem ficado acima do esperado, o que se reverte em uma previsão de afluência maior.

Somado à redução na demanda, durante o inverno, o preço da energia está caindo, e muito. A redução, em média, tem chegado a 45%. Na Região Sul, está sendo vendida 60% mais barata.

Na contramão, o governo tucano do Paraná pede que a ANEEL conceda um tarifaço de 32% em favor da companhia elétrica de seu Estado. O assunto já virou tema de campanha dos oposicionistas Roberto Requião (PMDB) e  Gleisi Hoffmann (PT) e é um  prato cheio para ser nacionalizado.

De quebra, a ameaça de crise do sistema (apagões generalizados) ficou cada vez mais remota.

A partir de agosto, com bastante tempo de TV para fazer frente à campanha midiática tucanófila, será hora da candidata responder aos ataques e dizer a que veio, sem ter que se preocupar tanto com inflação, Petrobrás e Copa como tem feito agora.
 

O grande adversário de Dilma está no campo social. É o risco da mesmice, se seu programa não trouxer grandes e empolgantes propostas de mudança, e o desencanto com a política, para a qual a população gostaria de uma boa chacoalhada.
 

Quem sabe a própria oposição forneceu o mote ideal para chacoalhar o debate sobre o sistema político.
 

O decreto presidencial que reforça a participação popular no Governo Federal incomodou os partidos e a mídia tradicionais até mais do que se esperava.

É um ótimo sinal de uma boa briga - a mesma que se comprou em favor do Bolsa Família e dos Mais Médicos; a que faltou no Plano Nacional de Direitos Humanos-3.


(*) Antonio Lassance é cientista político.-


quinta-feira, 12 de junho de 2014


Barbosa 'desrespeitou' advogado e 'nem ditadura foi tão longe', diz OAB

Presidente do Supremo mandou retirar do plenário advogado de Genoino. Entidade declarou que o ministro não é 'intocável' e deve explicações.

Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou nesta quarta-feira (11) "nota de repúdio" à decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, de mandar a segurança da Corte retirar o advogado do ex-deputado José Genoino do plenário. No comunicado, a entidade afirma que o ministro "desrespeitou" o profissional e ressalta que "nem a ditadura militar chegou tão longe".
No início da sessão desta quarta, Barbosamandou que seguranças retirassem o advogado Luiz Fernando Pacheco do plenário. Minutos antes, o criminalista que comanda a defesa de Genoino havia interrompido um julgamento para pedir que o Supremo discutisse recurso que pede que seu cliente deixe o presídio da Papuda, em Brasília, e volte para a prisão domiciliar. Após o debate acalorado no plenário, o advogado foi retirado do local pelos seguranças.
"O advogado é inviolável no exercício da profissão. O presidente do STF, que jurou cumprir a Carta Federal, traiu seu compromisso ao desrespeitar o advogado na tribuna da Suprema Corte. Sequer a ditadura militar chegou tão longe no que se refere ao exercício da advocacia", diz nota assinada pela diretoria do Conselho Federal da OAB - veja abaixo a íntegra.
A entidade dos advogados destacou que Joaquim Barbosa "não é intocável" e que deve explicações à categoria. "A OAB Nacional estudará as diversas formas de obter a reparação por essa agressão ao Estado de Direito e ao livre exercício profissional. O presidente do STF não é intocável e deve dar as devidas explicações à advocacia."
Colega de tribunal de Barbosa, o ministro Marco Aurélio Mello classificou de "péssimo" o episódio. "Foi ruim em termos de estado democrático de direito. O regime é essencialmente democrático e advogado tem, pelo estatuto da advocacia, o direito à palavra. [...] Eu completo dentro de dois dias 24 anos no Supremo e nunca vi uma situação parecida."
Confira abaixo a nota da OAB:
"NOTA DE REPÚDIO
A diretoria do Conselho Federal da OAB repudia de forma veemente a atitude do presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, que expulsou da tribuna do tribunal e pôs para fora da sessão mediante coação por segurança o advogado Luiz Fernando Pacheco, que apresentava uma questão de ordem, no limite da sua atuação profissional, nos termos da Lei 8.906. O advogado é inviolável no exercício da profissão. O presidente do STF, que jurou cumprir a Carta Federal, traiu seu compromisso ao desrespeitar o advogado na tribuna da Suprema Corte. Sequer a ditadura militar chegou tão longe no que se refere ao exercício da advocacia. A OAB Nacional estudará as diversas formas de obter a reparação por essa agressão ao Estado de Direito e ao livre exercício profissional. O presidente do STF não é intocável e deve dar as devidas explicações à advocacia brasileira.
Diretoria do Conselho Federal da OAB"
Publicado por - Mariana Oliveira
Do G1, em Brasília



terça-feira, 10 de junho de 2014


Por Antônio Guimarães
A greve dos professores da rede publica de ensino do município de Xinguara tem sido acompanhada por muitas pessoas em vários lugares do mundo através das redes sociais na internet.
As informações acabam, assim, rodando o planeta e, com isso, a participação num sistema interligado através da internet possibilita a manifestação de opiniões de quem, de alguma forma, não concorda com pratica de qualquer tipo de abuso.

Tem sido assim as manifestações de apoio expressadas em favor dos professores que se encontram de greve.
A noticia levada às pessoas onde, ao tomarem conhecimento, estes se solidarizam pela causa e pela luta por justiça.
Dessa forma, o sentimento de quem clama por justiça, conforme disse uma das professoras grevistas, já não é mais aumento salarial, mas, sobretudo, por melhores condições de trabalho.
Essa estrutura se torna necessária haja vista que vez por outra se sabe das precariedades que se encontram as escolas. São salas de aula com numero de alunos acima das condições de se poder trabalhar em melhores condições no acompanhamento junto ao aluno, é a merenda escolar que não tem regularidade na qualidade, são as goteiras que acabam molhando as salas de aula, enfim, segue-se ai uma quase infinita relação dos problemas dos quais parecem insolucionáveis pelo poder público.
Agora, para completar a lista desses descuidos por parte dos poderes, subtraem-se as normas da Lei de Diretrizes e Bases da Educação – LDB ao se infringir a garantia do ensino por quem tenha, por formação especifica, as condições de atuação no magistério.
Tais situações remetem-nos dos anos 90 pra trás onde se admitia em sala de aula leigos ou autodidatas.
Por fim, é importante ressaltar que, o impasse entre grevistas e prefeitura pode até ser uma resistência conforme as forças de cada parte, contudo, independentemente de qual seja a forma que venha ser resolvido esse impasse, dificilmente se apagará da história esse capitulo registrado na memória humana e nos meios de armazenamento da rede mundial de computadores, para isso, basta uns poucos cliques nos sites de buscas com apenas algumas palavras: GREVE DE PROFESSORES DE XINGUARA